SNS - Serviço Nacional de Saúde
Neste Inverno projeta-se do frio

Este Inverno proteja-se do frio e siga os conselhos da Direção Geral de Saúde, disponíveis no vídeo divulgado neste LINK.

 

O Dr. Eduardo Haghighi, médico coordenador do Percurso Clínico do Idoso do Hospital Vila Franca de Xira, deixa algumas recomendações dirigidas aos Idosos, no texto que pode consultar na íntegra abaixo.

 

Recomendações de Inverno

Com a chegada do Inverno aumentam o risco internamento e a mortalidade de muitos idosos devido ao frio desta estação. O frio afeta sobretudo os idosos com doenças crónicas como a insuficiência cardíaca, a doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), a asma ou a diabetes, que descompensam mais facilmente nesta época do ano.

Neste sentido, vimos aconselhar a adoção de algumas medidas preventivas por forma a evitar estas complicações:

Os idosos devem ter uma alimentação equilibrada, que inclua frutas, vegetais e fontes de proteína. Estes alimentos são cruciais, especialmente no Inverno, pois o corpo precisa das calorias dos alimentos para manter a temperatura e das vitaminas das frutas e dos vegetais para combater as infeções;

É muito importante que, para além de uma alimentação adequada, os idosos bebam 1,5 litros de água por dia. A água pode ser ingerida sob a forma de chás, infusões, sopas ou caldos. Deverá haver uma preferência por bebidas quentes, para ajudar a manter o calor corporal, e evitar a ingestão de bebidas alcoólicas, que fazem com que o corpo perca temperatura, devido à dilatação dos vasos sanguíneos;

Em relação ao vestuário, recomenda-se a utilização de roupa e calçado quente com bom isolamento térmico, de forma a não só evitar exposição prolongada ao frio, como preservar a temperatura corporal. Algumas peças de roupa, como os gorros, cachecóis e luvas ajudam na proteção contra o frio. Os sapatos devem ser quentes, impermeáveis, fáceis de apertar (velcro e fechos em vez de atacadores, que podem soltar-se e provocar quedas) e com solas antiderrapantes;

É essencial que as vacinas contra as infeções respiratórias, como as vacinas da gripe e da pneumonia sejam administradas;

Também o exercício físico é indispensável, uma vez que contribui para a manutenção da integridade dos movimentos e para a saúde cardiovascular e, ao mesmo tempo, produz calor e ajuda a manter a temperatura corporal. Mesmo sem sair à rua, deverá manter-se a atividade física dentro de casa, subindo e descendo escadas ou caminhando no corredor, por exemplo.

Devem ser evitados sistemas de aquecimento. O calor gerado pelo exercício é preferível aos sistemas de aquecimento, que são uma das maiores ameaças à segurança dos idosos nos dias mais frios. As lareiras devem ser utilizadas com cuidado, bem como todos os sistemas de aquecimento que libertem monóxido de carbono, mantendo sempre a casa bem ventilada. As braseiras nunca deverão ser utilizadas;

Deverá ser mantida a medicação habitual que controla a(s) doença(s) crónica(s). Se um médico receitar outro medicamento, por apresentar outros sintomas, informe-se sobre o seu benefício e efeitos secundários e possíveis interações com a sua medicação habitual;

O contacto com pessoas doentes deve também ser evitado. É recomendado lavar as mãos regularmente e evitar estender a mão, estar próximo de pessoas doentes, bem como entrar em espaços fechados com multidões.

 

Aceda a outros conteúdos de prevenção e educação para a saúde, elaborador por médicos especialistas do Hospital Vila Franca de Xira, através deste LINK.